Escapada

É impossível não se apaixonar por esta bela vila que parece saída de contos de fadas; luxuriantes apontamentos românticos dão forma a Sintra, a antiga capital e residência dos monarcas portugueses.

Os meses de inverno e primavera, de clima suave e ruas sem grandes confusões, são a melhor altura do ano para ligarmos o motor do nosso Ford e rumarmos a Sintra – situada a apenas trinta quilómetros do centro de Lisboa – para desfrutar, sem stresse e com toda a tranquilidade, dos muitíssimos atrativos da vila: uma joalharia que parece saída de um conto de fadas, as glórias de outros tempos, com um património edificado tão abundante e impactante que acabaria por se tornar fonte de inspiração para grandes artistas portugueses e internacionais – Lord Byron, Richard Strauss, Viana da Motta ou Domenico Schioppetta são apenas alguns deles, e que, além de lhe imprimirem fama mundial, tornaram-na merecedora da classificação da UNESCO de Património da Humanidade.

Uma vila de palácios

palacio_pena

O belíssimo Palácio da Pena.

A antiga residência dos monarcas portugueses está entre os lugares que não pode deixar de conhecer: o Palácio Nacional da Pena(aberto todo o ano das 10h às 18h, exceto os dias 25 de dezembro e 1 de janeiro. Bilhetes: Adulto, 11,50€; jovem, 9€; sénior 10€) fantasia arquitetónica que hipnotiza todos os olhares desde o momento da sua construção. A cerca de quatro quilómetros do centro da cidade – mas visível desde qualquer ponto – erguido sobre uma colina a 500 metros de altura, este palácio de sonho, considerado o maior exemplo de arquitetura romântica em Portugal e restaurado com as cores originais, é o ícone por excelência de Sintra. A sua construção a partir das ruínas do Mosteiro de Nossa Senhora da Pena, que pertencia à Ordem e Congregação de São Jerónimo, remonta ao ano 1839, por ordem do rei Fernando II, que dizia do castelo: “a minha querida Pena é a joia da Coroa da região de Sintra”- e é o máximo exponente de Romantismo português, uma fantasia arquitetónica que arrebatou os sentidos do compositor Richard Strauss, que o definia da seguinte forma: “É o verdadeiro jardim de Klingor e ali, no alto, surge o castelo do Santo Graal”.

O Palácio está rodeado de mais de duzentos hectares de parque, onde se misturam centenas de espécies animais, desde as mais tradicionais às mais exóticas; nele convivem em perfeita harmonia estilos tão diferentes como o neomanuelino, o neogótico e o neoárabe. Aproveite para descansar na esplanada, local perfeito para desfrutar das vistas da espetacular Serra de Sintra, dificilmente igualáveis. E, dentro dos jardins que formam o parque, na zona ocidental, não pode perder o Chalé e Jardim da Condessa d’Edla, reaberto ao público recentemente após um longo processo de restauração: o edifício foi destruído por um incêndio em 1999. A localização do chalé mantém uma importante relação visual com o palácio, ampliada pela proximidade de um dramático conjunto de blocos de granito, as Pedras do Chalé, e por um vale vizinho. Debruce-se na sacada, de onde poderá admirar o esplendor do mar. No jardim irá deparar-se com exóticas coleções botânicas, miradouros com vistas para o palácio, chalé e Castelo dos Mouros.

001_VistaPNSintra

Palácio Nacional de Sintra.

Outro lugar imperdível é o Palácio Nacional de Sintra (Largo Rainha Dona Amélia. Aberto todo o ano exceto 25 de dezembro e 1 de janeiro, das 9h30 às 18h. bilhetes: Adulto, entre 18 e 64 anos, 8,50€; Jovem entre 6 e 17 anos, 7€; sénior, 8€), também conhecido como o Palácio da Vila, protagoniza o perfil urbano de Sintra com as duas enormes chaminés cónicas e a fusão de estilos arquitetónicos – de arquitetura medieval, gótica, manuelina, renascentista e românica – que fazem dele uma construção única no mundo. Acolheu reis portugueses durante mais de oito séculos e foi utilizado, principalmente na Idade Média, como refúgio da capital nos meses de verão ou no caso de surtos de peste e como lugar privilegiado para a prática da caça. Atualmente, além de ser cenário histórico, acolhe concertos de música clássica, receções oficiais e recriações de história ao vivo.

E além dos palácios…

Não abdique de um passeio tranquilo pela Vila Velha, pelo emaranhado de ruelas, pequenas praças e casas pitorescas, muitas delas reconstruídas após o terramoto de 1755, que dão forma ao centro de Sintra. Este é um passeio calmo onde, a cada passo e em cada beco, se descobrem antigas casas cobertas de azulejos, bebedouros de onde brota água pura da serra, e pequenas igrejas e museus. Uma das construções mais destacadas é a Igreja de São Pedro de Penaferrim, dos primeiros anos do século XV, branca e luminosa; no seu interior são narradas a vida e obra do santo pelos omnipresentes azulejos brancos e azuis.

Quinta_da_Regaleira

Quinta da Regaleira, em Sintra.

Na visita a Sintra não pode deixar de explorar a romântica Quinta da Regaleira (Horários: Em janeiro, novembro e dezembro, toda a semana das 10h às 17h30; em fevereiro, março e outubro, toda a semana das 10h às 18h; de abril a setembro, das 10h às 20h. Bilhetes: Adulto, 6€; menores entre 9 e 14 anos, 3€; menores de 9 anos, grátis; sénior, 4€. www.regaleira.pt). Imersa numa frondosa vegetação, a Quinta da Regaleira – também conhecida como o Palácio da Regaleira ou Palácio do Monteiro dos Milhões, devido ao apelido e a alcunha do seu primeiro proprietário, um milionário que fez a fortuna com o negócio do café -, é uma fabulosa soma de estilos e construções, jardins, poços, torres, lagos, estátuas e grutas, cujas origens datam do ano 1697; é uma das construções mais famosas e visitadas da cidade pelo seu enigmático caráter, que atrai milhares de visitantes todos os anos, vindos de todo o mundo, que ficam fascinados pela aura de mistério e o simbolismo da Quinta.

Uma exuberante representação do cosmos, o enorme jardim revela-se através da sucessão de lugares impregnados de magia e fascínio, e abre caminho a um submundo (um dantesco mundo subterrâneo). Aqui podem observar-se referências à mitologia, ao Olimpo, a Virgílio, a Dante, a Milton, a Camões, às missões templárias da Ordem de Cristo, a grandes místicos e taumaturgos, aos enigmas da Arte Real e à Magna Obra Alquímica. Esta sinfonia de pedra, cinzelada pelas mãos de construtores de templos embebidos por um verdadeiro espírito de tradição, revela a dimensão poética e profética de uma mansão filosofal lusa.

As ruínas do Castelo dos Mouros (São Pedro de Penaferrim, Concelho de Sintra; aberto todo o ano exceto os dias 25 de dezembro e 1 de janeiro das 10h às 18h (o parque) e até às 17h (o palácio). Bilhetes: Adulto (18-64 anos), 6,50€; Jovem (6-17 anos); sénior, 5€), são vestígios de uma fortificação militar que testemunhou a presença islâmica na região e que domina a cidade desde cima; tinha a função de garantir a vigilância e proteção de Lisboa e dos arredores. Hoje, é um dos melhores lugares para aceder às melhores vistas da cidade. Por último, não deixe de visitar o Parque e Palácio de Monserrate, (Monserrate, 2710-405 Sintra. Aberto todo o ano exceto os dias 25 de dezembro e 1 de janeiro das 10h às 18h (o parque) e até às 17h (o palácio). Bilhetes: Adulto (18-64 anos), 6,50€; jovem (6-17 anos); sénior, 5€) também situado a quatro quilómetros da cidade, combina influências góticas, índias e mudéjares, e incorpora motivos exóticos e vegetais que se espalham de forma harmoniosa até o exterior. Espécies botânicas de todo o mundo compõem os diversos jardins históricos, distribuídos por áreas geográficas. A encosta coberta de relva situada em frente ao Palácio convida ao descanso, principalmente depois da visita a uns dos mais exuberantes e interessantes jardins botânicos portugueses.

… E para descansar

Em Sintra podemos encontrar um dos melhores hotéis de Portugal, um palácio – Palácio de Seteais (Tivoli Palácio de Seteais. Rua Barbosa do Bocage, 8. Tel: (+351) 21 923 32 00.) – transformado em hotel de luxo: um autêntico capricho de reis com jardins de luxo e paisagens impressionantes, com quartos decorados com mobília de grande riqueza e de salas de baile com tapeçarias e frescos de extraordinária beleza… Como tudo em Sintra! Boa viagem!

Qual o Ford ideal para esta viagem? Peça aqui o seu test drive Faça aqui o download do seu catálogo Configure aqui o seu Ford