Desporto e Tendências

Desde que apareceu a zumba, o fitness foi alvo de uma espetacular revolução, com cada vez mais variantes associadas a misturas musicais e intervalos de exercício de alta intensidade. Descubra as mais recentes novidades para ficar em forma e que já devia ter começado a praticar.

Prepare-se, chegaram os novos ritmos das discotecas de Nova Iorque terras angolanas, e até da Berlim do pós-guerra, dispostos a conquistar tudo e todos com as suas coreografias de alta intensidade nos ginásios. O melhor? Os seus mil e um benefícios: fortalecem o sistema cardiovascular, queimam calorias, melhoram a sua coordenação motora, tonificam o corpo, fortalecem as costas e abdómen e até farão com que aprenda a dançar com saltos agulha! Anote as seguintes opções para fazer exercício e descobrir novos passos de dança.

 SH’Bam

A última tendência em dança fitness é uma disciplina do grupo de dança australiano Les Mills que começa a fazer furor um pouco por todo o mundo. Uma forma divertida de fazer exercício. Perfeita para ficar em forma e libertar a estrela que tem dentro de si. Já está convencida? Cada sessão dura cerca de 45 minutos e ao som dos atuais êxitos, as músicas mais ouvidas ganham uma coreografia própria que funde o jazz, os ritmos latinos, funky e disco.

Tome nota de como seria uma aula: tudo começa com uma “dança de aquecimento” com movimentos básicos para entrar no espírito. Depois, 35 minutos de combinações de danças fáceis e divertidas, ao som dos melhores hits musicais. Sem se dar conta, estará a combinar faixas de alta intensidade com fases de recuperação. São fáceis de seguir porque o treinador ensina-lhe a coreografia e explica-lhe todos os passos. Para rematar, alongamentos para que os músculos não se ressintam mais tarde. Recupere o ritmo cardíaco e trabalhe a elasticidade. Os benefícios? Queima calorias (aproximadamente 506 por sessão), tonifica e define o corpo, desenvolve a expressão corporal e melhora a coordenação motora ( ).

High heels dance

Estragou os seus Jimmy Choo na noite do passado sábado? Quase tropeçou com os seus Malono Blahnik quando começou a dançar ao som do mais recente êxito de Pharrel Williams? Então estas aulas são para si. Na Jazzy Dance Studios ou na EDSAE – Escola de Danças Sociais e Artes do Espectáculo poderá aprender a dançar como a Beyoncé com saltos altos. Lenda urbana? Nem pensar! Vai aprender a dançar de forma elegante… Com saltos altos. A sério. E durante uma hora, o exercício físico será intenso.

Através de coreografias atrativas, sempre com os seus stilettos, trabalha o movimento de ancas, e ainda vai trabalhar pernas de modo a melhorar a sua flexibilidade e postura, para se mover com suavidade controlando os  movimentos, e fortalecendo as costas e o abdómen. Uma mistura de danças modernas – jazz funk, go-go, stripdance…-, alongamentos, treino cardiovascular e mestria de atriz, permite-lhe manter-se em forma e fará com que se sinta ainda mais sensual e atrevida em todos os seus movimentos. Só tem que levar os seus saltos altos…

Kizomba

Bem-vinda à festa das sensações. A kizomba chegou a Portugal nos anos 90 e rapidamente começou a ter grande êxito entre nós: é muito pouco provável que nunca tenha ouvido falar dela. O flow não deixa ninguém indiferente. A palavra “kizomba” significa “festa” em kimbundu, uma das línguas nativas de Angola. É um ritmo lento, com cadência, melodioso, dança-se a dois, muito juntinhos. Um conselho? É perfeita para dançar a dois. Diversão e tonificação garantidas. Onde? Um pouco por todo o país existem escolas e bares onde se ensinam entusiastas novatos, bem como os de nível intermédio e avançados: na escola e dança Dance Spot ou na Jazzy Dance Studios, em Lisboa, e a Academia Pedro Sousa e a Escola Sabor Latino, no Porto.

Ballet

Render-se às notas suaves de um piano enquanto uma voz firme e elegante dita ordens. Este universo hiper-estético de barras, espelhos, tules e sapatilhas de ballet fascina celebrities e top models – como Sarah Jessica Parker e Miranda Kerr – e os restantes mortais de igual forma.

Não precisa de ter passado as suas tarde de infância praticando ballet para que agora se possa ficar em forma com esta disciplina. Se há algo que caracteriza o corpo de uma bailarina é o facto de estar tonificado dos pés à cabeça. A dança clásica tonifica os músculos, ajuda a queimar calorias – até 250 numa sessão segundo o ritmo da aula – trabalha e fortalece muito a zona abdominal – tem que contrair o abdómen constantemente – ajuda a melhorar a postura nos ombros, pescoço e costas, potencia o autocontrolo e implica um exercício cardiovascular constante, o que contribui para queimar gorduras. Mais benefícios? Ajuda na recuperação de problemas cervicais, articulações e ligamentos, e estiliza a figura.

ballet

A verdade é que nas aulas, desde o aquecimento na barra até ao arco final, não há uma única parte do seu corpo que não tenha estado envolvida no esforço que implicam os diferentes exercícios e passos. Peça mais informações na Escola de Dança Sandra Leite em Aveiro.

Burlesque

Assim que lê esta palavra, provavelmente pensa no filme homónimo protagonizado por Cher e Christina Aguilera. E vai viver uma experiência parecida, sem tanto atrezzo ou produção. Esta disciplina funde fitness, com dança, com muito atrevimento e sensualidade. Onde? Na Ilha dos Amores, em Lisboa.

É a união perfeita entre dança e interpretação. Escolha um tipo de calçado que lhe permita deslizar com facilidade sobre o solo e roupas ligeiramente ajustadas para que consiga observar bem os movimentos. Diversão garantida!

Configure aqui o seu Ford Faça aqui o download do seu catálogo