Grutas de Mira de Aire: que tal uma viagem às profundezas?

Escapada premium

E se uma das paisagens mais belas do planeta estiver debaixo de terra e mesmo ali ao lado? Imagine-se numa gruta a 110 metros de profundidade, onde é possível dar um passeio de uma hora e ser surpreendido a cada minuto com algo verdadeiramente excepcional. A maior galeria subterrânea até hoje descoberta é também uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e fica bem no centro do país. Venha daí até às Grutas de Mira de Aire.

Famosas pela sua beleza e dimensão, as Grutas de Mira de Aire, no concelho de Porto de Mós, são as maiores grutas visitáveis do país, com uma extensão de 11 quilómetros até agora descobertos, dos quais 600 metros estão abertos ao público. Inauguradas em 1974, já receberam cerca de 6 milhões de visitantes, que tiveram a oportunidade de constatar porque são conhecidas como a Capital do Mundo Subterrâneo Português. Se não é uma delas, aceite a sugestão e veja por si mesmo esta grandiosa obra da natureza.

No subsolo do maciço calcário estremenho, um grande bloco de calcários jurássicos com cerca de 160 milhões de anos, há um mundo por descobrir, formado ao longo de milhões de anos pela infiltração das águas das chuvas que desfazem o solo calcário e se infiltram, permitindo a formação desta majestosa paisagem subterrânea. As características do solo da serra fazem com que não haja rios à superfície, já que toda a água se infiltra na rocha calcária, altamente permeável. Há, por isso, lagos e uma humidade e temperatura (18ºC) constantes dentro das grutas, o que faz com que seja indiferente a altura do ano em que se visitam.

Dentro da gruta, o visitante fica rodeado por um cenário fantástico, por entre pequenas passagens e grandes galerias, paredes majestosamente esculpidas pelo serpentear da água, rendilhados verticais, minúsculas e colossais estalactites, estalagmites e colunas que chegam a parecer de cera e que levaram milhões de anos a formarem-se.
Ao longo da visita vai sendo chamado à atenção para pormenores sobre estas formações e curiosidades relacionadas com a história por trás da descoberta deste lugar mágico, do qual se acredita conhecer apenas uma pequena parte, daí que o trabalho de exploração nunca termine.

mira-daire8

 

As grutas estão abertas a visitas todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados. As portas abrem sempre às 9:30 e encerram às 17:30 (de Outubro a Março), às 18:00 (em Abril e Maio) às 19:00 (em Junho e Setembro) e às 20:00 (em Julho e Agosto). A bilheteira fecha sempre trinta minutos antes da hora de encerramento. O bilhete normal para visitar as grutas custa 6,75€, as crianças entre os 5 e os 11 anos pagam 4€ e a entrada é gratuita para idades inferior a 5 anos. Há ainda desconto para grupos organizados a partir de 20 pessoas, pelo preço de 6€ cada bilhete.

Descubra a fauna e flora envolventes

Ainda no complexo das Grutas de Mira de Aire não deixe de fazer um passeio pelo jardim, onde pode conviver com alguns animais característicos da serra, que são mantidos em semiliberdade, como coelhos, porquinhos-da-índia, porcos, galinhas, patos, perus, pombos, rolas, faisões, pavões, fracas, codornizes, e outros que coexistem de forma pacífica. Num espaço contíguo, encontra-se ainda uma pequena pastagem onde cabras, ovelhas e burros podem ser acariciados e alimentados à mão com saquinhos de ração fornecidos no local. As crianças adoram… e os adultos também.

Deixe-se ainda levar pelo cheirinho do alecrim selvagem e descubra também a flora predominante. Árvores como o carvalho português, a azinheira e a oliveira, ou plantas como a boca de lobo e a rosa-albardeira são características da região e estão representadas neste percurso ao ar livre. Há ainda o Jardim de Cheiros, um verdadeiro desafio ao olfacto, onde pode descobrir um conjunto de ervas aromáticas, com características medicinais e culinárias, que crescem espontaneamente em toda a serra e que, neste jardim, estão devidamente identificadas pelo nome científico, tradicional e forma de utilização.

mira-daire3

Dê ainda uns minutos de atenção ao pitoresco moinho de vento das grutas, que é o único exemplar sobrevivente de muitos que existiram outrora e que se pensa serem do tempo das cruzadas cristãs do século XI. Esta raridade, hoje restaurada, conta a história dos primeiros engenhos criados pelo homem para a transformação de cereais em farinha. Se for num dia quente, vá prevenido com fato de banho e aproveite para um momento de diversão no Aquagruta, o parque aquático mesmo à saída das grutas. Piscinas, escorregas, sol, esplanada com com o Polje de Mira-Minde e a Serra de Aire como pano de fundo é no mínimo convidativo.

Uma vez na serra é ainda obrigatório provar algumas das iguarias locais. Os ex-líbris da gastronomia de Mira de Aire e Porto de Mós são os queijos, os enchidos, as compotas e as carnes de caça. Se pretender uma refeição simples e económica, o restaurante das grutas é uma boa opção. Lá encontra um ambiente tranquilo e seleccionado. Os pratos de bacalhau ou o polvo à lagareiro são os mais referenciados, assim como as sobremesas que conquistam até os menos gulosos.

A cerca de 12 quilómetros das grutas, à saída de Porto de Mós, fica também um dos mais famosos restaurantes da região. A Tasquinha da Dona Maria ou Ti Maria dos Queijos como é carinhosamente tratada a proprietária. Nos dias mais movimentados é importante ir com tempo, que o serviço pode atrasar, mas vale a pena esperar para comer os grelhados no carvão e os queijos frescos que deram o nome à casa. Se ficar para dormir há também sugestões para todas as carteiras. As Casas da Gruta são uma delas. Um pequeno e acolhedor conjunto de bungalows de madeira, de tipologias T0 a T2, com todo o conforto e em verdadeira comunhão com a natureza podem ser uma boa escolha, especialmente se for em família.

Se pretender pernoitar num lugar mais requintado e charmoso, a sugestão recai sobre o Cooking and Nature – Emotional Hotel, na localidade de Alvados, uma unidade de alojamento original, onde as experiências fazem parte da estadia. Participar num workshop de culinária, descobrir os trilhos da serra, dar um passeio de bicicleta, andar a cavalo ou simplesmente aproveitar o sossego de uma espreguiçadeira à beira da piscina, são algumas das muitas propostas desta unidade hoteleira reconhecida entre as melhores na categoria ‘boa cama, boa mesa.

Qual o Ford ideal para esta viagem? Peça aqui o seu test drive

Configure aqui o seu Ford

Faça aqui o download do seu catálogo